Share
 
 
 
Domingo, 21 de Outubro de 2018


Publicite no Portal HACCP

subscreva o nosso feed rss
Bookmark e Partilhar Facebook Twitter

Untitled Document
Registo
Login

Registe-se

Recuperar Password

Untitled Document
Pub
 
 
Untitled Document
Conteúdos
 Transporte de Bens Alimentares

 HACCP

 Alimentação

 Microbiologia Alimentar

 Higiene Alimentar

 Conservação de Alimentos

 Limpeza e Desinfecção

 Actualidades

 Agricultura Biologica

 Doenças de Oirgem Alimentar

 Rotulagem

 Organismos Geneticamente Modificados

 Produtos Tradicionais (DOP, IGP, ETG)

 Entidades de Segurança Alimentar

Mais Conteudos 

Conteúdos - Segurança Alimentar
 
 

Amostra Testemunha
O que é?

Amostra representativa de um conjunto de refeições, produzidas ao mesmo tempo e sob as mesmas condições.

Para que serve?

Em caso de suspeita da ocorrência de um surto de toxinfecção alimentar, a análise da amostra testemunha facilitará a identificação do agente patogénico responsável e a investigação da toxinfecção alimentar, assim como, auxiliará a identificação e aplicação de medidas que previnam ocorrências similares, no futuro.


Como realizar a colheita?

• Recolher amostra no fim da distribuição / empratamento / servir das refeições → a amostra deve ser representativa de todas as refeições e de todos as fases produtivas pelas quais passaram (preparação, confecção e distribuição).

• O executante e utensílios utilizados na colheita da amostra, devem respeitar elevados níveis de higiene.

• Realizar colheita de pelo menos 150g, incluindo todos os constituintes da refeição.

• Guardar a amostra a uma temperatura positiva máxima de 4ºC → alguns microrganismos não toleram a congelação, pelo que a refrigeração das amostras é recomendada.

• As amostras testemunhas devem ser guardadas por um período mínimo de 3 dias.


 


(*) Fonte: Instituto Nacional de Saúde – Dr. Ricardo Jorge

 
   

Ajuda