Share
 
 
 
Domingo, 19 de de 2018


Publicite no Portal HACCP

subscreva o nosso feed rss
Bookmark e Partilhar Facebook Twitter

Untitled Document
Registo
Login

Registe-se

Recuperar Password

Untitled Document
Pub
 
 
Untitled Document
Conteúdos
 Transporte de Bens Alimentares

 HACCP

 Alimentação

 Microbiologia Alimentar

 Higiene Alimentar

 Conservação de Alimentos

 Limpeza e Desinfecção

 Actualidades

 Agricultura Biologica

 Doenças de Oirgem Alimentar

 Rotulagem

 Organismos Geneticamente Modificados

 Produtos Tradicionais (DOP, IGP, ETG)

 Entidades de Segurança Alimentar

Mais Conteudos 

Conteúdos - Segurança Alimentar
 
 

Intoxicações alimentares

As intoxicações alimentares ocorrem quando se ingerem alimentos em que estão presentes substâncias tóxicas. Estas substâncias podem ter diversas origens:


1. O próprio alimento

Em determinadas condições, alguns produtos vegetais (batatas, tomate, etc.), animais (nomeadamente alguns peixes) ou outros organismos (cogumelos venenosos), produzem toxinas que são ingeridas quando estes alimentos são consumidos.


2. Microbiana

Por vezes, consomem-se alimentos onde previamente cresceu um microrganismo que produziu toxinas, que acabam por ser ingeridas juntamente com o alimento. O agente patogénico pode, inclusivamente, ter desaparecido antes da ingestão do alimento, mas não as suas toxinas.


3. Química

O consumo prolongado de alimentos (incluindo água de consumo) contaminados com tóxicos de origem química, como são os casos dos metais pesados ou das dioxinas, pode resultar numa acumulação destes tóxicos, o que a médio/longo prazo pode desencadear diversas doenças dos foros oncológico, neurológico, entre outros. Geralmente, estes tóxicos são veiculados pela água, o ar, os solos, ou por materiais em contacto com os alimentos.


De acordo com a Organização Mundial de Saúde, um em cada três habitantes de países industrializados sofre, por ano, intoxicações alimentares - doenças transmitidas pelos alimentos. No Verão, são mais frequentes devido à temperatura ambiente elevada, pelo que são necessários cuidados redobrados na confecção e conservação dos alimentos durante os dias de maior calor.


Como evitar as Intoxicações alimentares?



  • Escolha alimentos frescos e cuja origem lhe inspire confiança;

  • Não consuma ovos e carne de frango (ou de aves) que não estejam completamente cozinhados;

  • Manter a carne, aves, ovos e peixe ou marisco crus, longe dos alimentos prontos a comer;

  • Lave frequentemente as mãos – sobretudo depois de ir à casa de banho;

  • Evite espirrar ou tossir para cima dos alimentos;

  • Não coma ou fume enquanto manipula os alimentos;

  • Lave cuidadosamente os alimentos que vão ser consumidos crus (caso das alfaces ou da fruta), bem como os utensílios de cozinha e superfícies que contactam com os alimentos (ex.: bancas de cozinha);

  • Não utilize os mesmos utensílios para alimentos crus e cozinhados;

  • Depois de confeccionados, os alimentos devem ser consumidos num curto espaço de tempo. As sobras devem ser conservadas no frigorífico, pois só assim se pode evitar a multiplicação de micróbios presentes nos alimentos;

  • Cuidado com a água que consome - na dúvida, beba apenas água mineral;

  • Os vegetais devem ser bem lavados em água corrente antes de serem consumidos;

  • Os alimentos devem ser descongelados no frigorífico ou no microondas, e nunca à temperatura ambiente.



 
   

Ajuda